Make your own free website on Tripod.com


AS LINHAS DE NAZCA

Nazca é uma cidade com 30.000 habitantes, situada em um vale rodeado de montanhas, distante uns 444 km de Lima no Perú.
Aproximadamente a uns 22 km de Nazca, no deserto de Palpa, se encontram as famosas Linhas de Nazca, que são desenhos elaborados na planície do deserto, conhecidos como 'geoglifos'.

Sua construção ocorreu provavelmente entre os anos 0 e 600 d.c., pela cultura Nazca e seus predecessores. A falta de chuvas na região, ocasionou o desenvolvimento de um culto às águas e as montanhas, tendo uma relação direta com os desenhos.
Como os desenhos só podem ser contemplados se vistos do alto, presume-se que uma parte das figuras eram uma oferenda às divindades, com o objetivo de suplicar pela fertilidade da terra.
Outras linhas tem sentido astronômico, formando um gigantesco calendário estelar e solar que controlava as atividades agro-pecuárias.
As linhas de Nazca foram descobertas pela primeira vez por Paul Kosok em 1939, quando ele sobrevoava o deserto. Com o passar do tempo, muitos estudiosos tem investigado o tema mas ainda ficam muitos pontos envoltos em Mistério.

Os desenhos foram elaborados em um deserto de areia branca, cuja superfície está coberta de rochas de tamanha médio, de cor avermelhada, devido ao óxido. As rochas foram removidas deixando áreas limpas em forma de sulcos que definem as figuras.
A planície de Nazca tem uma característica muito singular para preservar as linhas, devido à combinação do clima (um dos mais secos da Terra, com apenas 20 mm de chuvas por ano) e um solo pedregoso que minimiza o efeito do vento. Essas condições foram ideais ao 'artista' que quiz deixar suas marcas pela eternidade.

A maioria das figuras representam desenhos lineares, figuras geométricas e zoomorfas (com forma de animais), que são reproduzidas na cerâmica do povo de Nazca. Ficamos com duas hipóteses, ou foram os Nazcans que projetaram as imagens ou pelo menos eles as viram do ar, pois algumas das imagens são tão grandes que só podem ser vistas de uma altitude de 300 metros.
As figuras zoomorfas representam a aranha, o macaco, o condor, o lagarto, o beija-flor, uma garça com um pescoço de aproximadamente 270 metros de comprimento, e outras.
Dentre as figuras abstratas, há uma diversidade muito grande. Uma delas em particular contém 365 ângulos, sendo que outras tem a forma de espirais.

Existem algumas pessoas, inclusive nós da Chave Mágica, que partilhamos da hipótese que já houve na terra, uma cultura mundial avançada, por exemplo os Atlantes, que sabiam como combinar a ciência e a mística, dominando o ar, e outras forças ainda desconhecidas para nós.

Hoje em dia essas linhas são admiradas em vôos turísticos, pois caminhar próximo a elas é proibido, visando preservar esse mistério da história da humanidade, aguardando alguém que os desvende.


 
 

| HOME | ORIGAMI | PRISMA | ERA UMA VEZ... | AMIZADES 
| ORÁCULO | HOT-LINKS | NOSSAS FOTOS | FILMESESCREVA PARA NÓS 

©1997-2001, Chave Mágica
by Leandro Amaral e Ricardo Namur
Ilustrações em aquarela: Sérgio Ramos